Blog / Olheiras, como clareá-las?

Olheiras, como clareá-las?

Postado 18/04/2018 | Por Menon Estúdio

Muitas clientes sofrem com o aparecimento frequente de manchas escuras ao redor dos olhos e vamos explicar como clarear olheiras. Como elas se formam. E também te dar uma dica super legal para você descobrir como obter esses resultados.  Esse tipo de tratamento é bastante procurado pelos nossos clientes. Então, é muito importante que você conheça os tipos de tratamentos de clareamento de olheiras.

O que são olheiras?

Muitas vezes, é dito que o escurecimento da região periorbital são causados ​​por cansaço ou noites mal dormidas. Embora isso possa ser verdade, os genes também desempenham um papel importante aqui. Então, o que exatamente está acontecendo quando você tem círculos escuros por debaixo ou ao redor de seus olhos? Como clarear olheiras de uma maneira simples e eficiente?

Simplificando, os círculos escuros periorbitais são o resultado da fina camada de pele abaixo dos olhos mostrando os vasos sanguíneos. E o sangue que eles contêm com mais clareza do que em qualquer outro lugar em seu corpo.

Para referência, esta pele em volta das pálpebras, denominada pele periorbital, é em média cerca de 0,5 mm de espessura. Em comparação com uma média de cerca de 2 mm de espessura na maior parte do resto do corpo.

Só para que você saiba, à medida que envelhecemos, nossa pele perde sua elasticidade e capacidade de regeneração. E como resultado torna-se mais fina e muitas vezes até esfarelada com o avanço da terceira idade.

É por isso que muitas vezes, as pessoas idosas terão círculos escuros periorbitais bastante importantes. Independentemente do quanto essas pessoas dormem. Como com aqueles que são geneticamente predispostos a ter uma pele mais fina abaixo dos olhos, é apenas biologia.

Como clarear olheiras em pessoas de pele mais escura que podem sofrer com hiperpigmentação

Outra coisa que pode causar círculos escuros abaixo dos olhos é algo conhecido como hiperpigmentação periorbital, que é basicamente uma condição que resulta em mais melanina produzida pela pele abaixo dos olhos, resultando em uma cor mais escura. Esta é principalmente uma condição que afeta (ou é, pelo menos, mais perceptível) pessoas de pele mais escura.

De acordo com Pratik B Sheth do colégio médico e hospital na Índia, esta é uma das queixas mais comuns que os dermatologistas têm de lidar atualmente.

Os pacientes com pele mais escura são mais difíceis de serem tratados e isso levou a um crescente mercado de nichos de maquiagem para camuflar olheiras em pessoas com pele mais escura. Para clarear olheiras em pessoas de fototipos mais altos é necessário tomar alguns cuidados extras para evitar a hiperpigmentação.

Outro fator importante para o aparecimento das olheiras, mesmo que a pessoa não esteja geneticamente predisposta a elas é a oxidação do sangue escorrendo dos vasos sanguíneos periorbitários.

O que ocorre é que às vezes os vasos sanguíneos em volta dos olhos podem ser danificados, o sangue escapa e a pessoa fica com os olhos inchados e escuros formando-se círculos na parte inferior.

O problema é relativamente inofensivo e até mesmo os sofredores crônicos desse tipo de vazamento de sangue não precisam se preocupar demais com isso. Também é tecnicamente reversível com o tratamento certo. Embora as mudanças no estilo de vida sejam frequentemente recomendadas antes de considerar a opção pela cirurgia para retirada de bolsas e olheiras.

Outros fatores que causam olheiras

Para entender como clarear olheiras de uma forma eficiente, é preciso conhecer os fatores que podem causar o aparecimento das olheiras.

Outras causas que podem contribuir para o surgimento de olheiras além da genética, idade e cansaço incluem:

Medicação que faz com que os vasos sanguíneos se dilatem, o ato de esfregar os olhos excessivamente e doenças do fígado.

As olheiras acastanhadas são decorrentes da hemociderina, que é um depósito de ferro do sangue. É o mesmo caso das pessoas com má-circulação, que apresentam nas pernas manchas arroxeadas.

A hemossiderina é um pigmento anormal microscópico de origem endógena, encontrado no corpo humano e no de outros animais. Possui uma coloração acastanhada, sendo resultante da degradação de hemácias.

É composto de óxido de ferro e pode se acumular em diferentes partes do corpo, incluindo a região periorbital.

O ferro é necessário para muitas das reações químicas do corpo, mas é tóxico quando não estiver adequadamente contido. Os humanos tipicamente armazenam ferro no interior de uma proteína chamada ferritina. A forma do ferro na ferritina é o ferro III. Ao se ligar com a ferritina, o ferro se torna solúvel em água.

Estes depósitos de ferro são chamados hemossiderina, embora estes depósitos frequentemente não causem sintomas, eles podem causar uma lesão ao órgão.

Tratamento

Você já ouviu falar em Microagulhamento? Ao contrário do que se vê em vídeos pela internet, essa técnica é totalmente indolor, não sangra e não deixa o rosto com o efeito do peeling mecânico (vermelho e desmando por uma semana).

Esse procedimento pode ser realizado em qualquer época do ano, inclusive no verão, e não existe contraindicações (pacientes diabéticos, gestantes e lactantes, necessitam de autorização médica para recebê-lo).

Venha fazer uma avaliação (sem compromisso) e conhecer melhor da técnica e fotos que nossa equipe registrou dos tratamentos antes e depois.

 

FONTE: Esteticista como Você

Curta nossas redes sociais em: Facebook e Instagram

Leia outros artigos em: Liposhock/Ficha de Anamnese/Tricologia/Certificação SSL/Micropigmentação ou Microblading

Nós temos o serviço que você merece. Somos o salão que você procura!

Últimas do Facebook